Podcasts

O mestre de noviços na Ordem de Cister

O mestre de noviços na Ordem de Cister


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O mestre de noviços na Ordem de Cister

Por Mirko Breitenstein

Gerações no claustro: juventude e idade na vida religiosa medieval, editado por Sabine von Heusinger e Annette Kehnel (Berlim, Lit Verlag: 2008)

Introdução: “Um idoso experiente deve ser designado a eles, que é adequado para ganhar almas e zela por elas com o máximo cuidado.”

Em sua regra, Bento XVI descreve - nestas breves palavras - o caráter da pessoa, que tem o dever de introduzir os noviços na vida cotidiana de um mosteiro. Estas são formulações extremamente esparsas quando se leva em conta que o sucesso da continuação do pessoal de um mosteiro ou de uma comunidade religiosa em geral dependia do trabalho desse homem em uma extensão significativa.

Breve descrição de Bento XVI das funções de um magister novitiorum corresponde a uma discricionariedade geralmente notável em relação a este ofício em textos de regras transmitidos à posteridade, embora deva ser considerado um dos ofícios mais importantes dentro do vita religiosa. A informação relativa ao mestre noviço deve ser procurada nos costumes, constituições e em textos semelhantes. Suas explicações e regulamentos se aproximam das práticas da respectiva comunidade do que se pode esperar das regras.

Este ensaio agora continua com um breve esboço da posição e tarefas do magister novitiorum a fim de mostrar a importância do cargo e de seus titulares para a continuação nas comunidades religiosas. Essa tarefa parece tanto mais necessária diante da situação de pesquisa absolutamente inadequada, porque, em comparação com o noviciado como tal, praticamente não há estudos sobre o mestre noviço. No entanto, a falta de fontes explícitas sobre o mestre e suas tarefas constitui um dos principais motivos para esta situação.


Aqui, a comunidade cisterciense deve servir como um objeto de pesquisa exemplar, pois esta comunidade tem, sem dúvida, um caráter modelo dentro da gama de ordens do século XII. Nisso, os cistercienses fazem parte de um desdobramento vita religiosa na medida em que se tornam protótipos e geradores desse desenvolvimento. Com a ajuda de textos selecionados, este ensaio irá mostrar a área de atuação do mestre, bem como as possíveis habilitações que o habilitam a ocupar esta função.


Assista o vídeo: Série Filhos de Cister - Teaser 1 (Pode 2022).