Podcasts

Prisão, Execução e Fuga: História Medieval e o Currículo Nacional

Prisão, Execução e Fuga: História Medieval e o Currículo Nacional


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Prisão, Execução e Fuga: História Medieval e o Currículo Nacional

Megan Gooch (curadora, históricos palácios reais)

A palestra final na Sessão # 1041, Envolvendo o Público com o Mundo Medieval, examinou o que as crianças inglesas estão aprendendo na escola. Quanta história medieval há no novo programa que foi lançado em setembro de 2014? Megan Gooch, curadora do Historic Royal Palaces, analisa o sistema inglês para nós em seu artigo, ‘Aprisionamento, Execução e Fuga: História Medieval e o Currículo Nacional’.

O Currículo Nacional Inglês

Houve mudanças radicais feitas recentemente no Currículo Nacional de Inglês. O Currículo Nacional foi introduzido na Inglaterra em 1988 para retificar as desigualdades educacionais e dar a todas as crianças o mesmo padrão de educação em todo o país. O governo decidiu recentemente mudar o currículo porque não era desafiador o suficiente para competir globalmente, argumentando que queria proporcionar às crianças inglesas o melhor começo de vida possível. Os Tudors e os vitorianos eram partidários do sistema inglês e ajudaram a locais de patrimônio como os palácios históricos. Os professores também adoravam lecionar nesses períodos, mas com o novo currículo nacional isso mudou substancialmente, gerando algumas preocupações.

O que há de novo?

  • Fase principal 1 (idades de 4 a 7): As crianças aprendem sobre 'eventos significativos' na história da Inglaterra que podem abranger qualquer período de tempo e eventos na 'memória viva'. Eles também são ensinados sobre "indivíduos importantes" e história local.
  • Fase principal 2 (idades 7-11) pré-1066: As crianças nesta faixa etária aprendem (mas não se limitam a) as leis anglo-saxãs, escocesas e anglo-saxãs e a justiça até a época de Eduardo, o Confessor. A história local é continuada aqui também.
  • Estágio principal 3 (idades 11-14) após 1066: As crianças são ensinadas após 1066 - aproximadamente 1509. Há um componente de história local neste grupo de estudo. Os tópicos incluem: A Conquista Normanda, Magna Carta, o desenvolvimento da Igreja, dos Estados e da Sociedade, a Peste Negra, Campanhas Inglesas para conquistar o País de Gales e a Escócia, a Revolta dos Camponeses, a Guerra dos Cem Anos, a Guerra das Rosas e Henrique VII.

Preocupações

Houve uma reação contra o Key Stage 1 e foi amplamente criticado pelos professores. O governo queria que tudo fosse ensinado cronologicamente, mas as crianças neste estágio não têm uma concepção concreta do tempo. A outra questão é que aprender eventos na "memória viva" é problemático, uma vez que obviamente não é a memória das crianças. O ensino de "eventos globalmente significativos" não contém conteúdo medieval explícito. Em relação à história local, não está claro quais são os limites de uma localidade - eles podem variar muito na Inglaterra, por isso torna o ensino de "história local" um pouco mais complicado.

Sítios patrimoniais e educação

O que é ótimo sobre os locais históricos é que, com novas ferramentas de ensino, como interpretação ao vivo ou espaços interativos para as crianças explorarem a história, as crianças recebem perguntas, não apenas fatos. Nas sessões externas dos normandos na Torre de Londres perto da Torre Branca, os atores se envolvem com grupos escolares e envolvem as crianças em suas cenas, pedindo-lhes que participem fazendo coisas como segurar o escudo.

Qual seria o melhor resultado possível com as novas mudanças educacionais de acordo com Gooch? Se as crianças pudessem sair do novo sistema e saber o básico, como, “A Torre Branca foi construída por William como uma demonstração de poder e força sobre os anglo-saxões.”. No final, Gooch concluiu sua palestra dizendo: "História não é sobre recordação, não se trata de empurrar fatos goela abaixo".

~ Sandra Alvarez

Siga os palácios reais históricos no Twitter: @HRP_palaces



Assista o vídeo: Dicas TCC Processo Penal Prof. Aury (Pode 2022).