Vídeos

Vernacularidades monásticas - Sessão da Syon Abbey Society no Congresso Internacional de Estudos Medievais

Vernacularidades monásticas - Sessão da Syon Abbey Society no Congresso Internacional de Estudos Medievais


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Aqui estão os três artigos apresentados em ‘Monastic Vernacularities’ uma sessão organizada pela Syon Abbey Society, apresentada no Congresso Internacional de Estudos Medievais, realizado na Western Michigan University, em 11 de maio de 2012

Os artigos apresentados nesta sessão são:

“Lendo Chaucer e Lydgate em Syon: Política, Estética e os Papéis da Literatura Vernacular na Cultura Brigitina Inglesa”, de Nancy Bradley Warren, Texas A & M University

Este artigo examina dois manuscritos contendo textos de Chaucer e Lydgate pertencentes às freiras de Syon para explorar as dimensões políticas e espirituais da leitura de monjas brigitinas de textos dos séculos XIV e XV que podem parecer cair em direção ao fim mais "secular" de um espectro da escrita medieval em inglês. A presença de tal material na biblioteca das freiras sugere que as irmãs Syon parecem ter se visto, e ter sido vistas por outros, como capazes de aprender lições de bom governo e governo correto da tradição Chauceriana / Lydgatean - possivelmente não a a primeira fonte que pode vir à mente para instruir freiras sobre esses tópicos, e possivelmente não lições que imaginamos que as freiras desejam ou precisam aprender em primeiro lugar. O exame desses manuscritos também demonstra que para as monjas Syon tais textos tinham um lugar, se talvez não precisamente no campo da teologia vernácula, pelo menos no campo das obras de instrução espiritual, e o valor espiritual da tradição chauceriana / Lydgatean está ligada tanto à estética literária quanto ao próprio conteúdo textual.

“Rolle três maneiras: BL Adicionar. 37790, BL Add. 37049, TCC O.2.56 e Carthusian Vernacularities ”, por Katherine Zieman, University of Notre Dame

Este artigo examinará três apropriações das obras de Richard Rolle em manuscritos cartuxos: primeiro, a localização da tradução de Richard Misyn do Emendatio vitae e Incendium amoris, junto com trechos dos escritos em inglês de Rolle no Manuscrito de Amherst, ao lado das obras visionárias de Julian e Marguerite Porete; em segundo lugar, a presença lírica de Rolle em BL Add. 37049; e, finalmente, a imitação de Rolle por Richard Methley nos diários espirituais do Trinity College Cambridge MS O.2.56. Embora apenas os dois primeiros manuscritos sejam em inglês, eu argumento que todos os três representam facetas da prática "vernacular" de maneiras que nos levam a questionar tanto os parâmetros do que entendemos por "vernáculo", bem como o tipo de intercâmbio entre leigos e esferas monásticas que essas vernacularidades cartuxas representam.

“Dreaming the Vernacular: Liturgy (just) after Becket”, de Bruce Holsinger, University of Virginia

Este artigo investigará o papel do ritual litúrgico na formação da história do lirismo lírico e vernáculo do inglês médio de forma mais ampla, do final do século XII ao século XV. Começando com os efeitos posteriores litúrgicos do assassinato de Thomas à Becket, examinarei uma série de poemas e coleções que exemplificam de várias maneiras as pressões formais e institucionais da liturgia na criação vernacular. O artigo será concluído com uma breve olhada em A Miroure de Oure Ladye por sua abordagem lírica ao gênero e forma litúrgica.

A organizadora e presidente desta sessão foi Laura Saetveit Miles

A Syon Abbey Society é uma sociedade acadêmica, fundada em 2009, que visa promover o estudo da história e da literatura da Abadia de Syon, uma casa monástica fundada em 1415 sob a Regra Birgittina. Visite o site para saber mais sobre suas atividades acadêmicas.


Assista o vídeo: Time Team S11-E06 (Pode 2022).


Comentários:

  1. Tokala

    Frio! Sorriu! Aftar - respeito!

  2. Gotaxe

    Eu posso falar muito sobre esse assunto.

  3. Corin

    Coisa muito útil

  4. Kuno

    Bravo, este pensamento magnífico tem que ser precisamente de propósito



Escreve uma mensagem