Notícia

Cerimônia do primeiro Emmy Awards

Cerimônia do primeiro Emmy Awards

A primeira cerimônia do Emmy Awards foi realizada em 25 de janeiro de 1949 no Hollywood Athletic Club. Os prêmios reconhecem a excelência na televisão (que na década de 1940 era um meio novo).

A primeira academia de televisão de Hollywood foi fundada três anos antes por Sid Cassyd, um ex-editor de filmes de Frank Capra que mais tarde trabalhou como assistente na Paramount Studios e jornalista de entretenimento. Em uma época em que apenas cerca de 50.000 lares americanos tinham aparelhos de TV, Cassyd viu a necessidade de uma organização que fomentasse discussões produtivas sobre o meio de entretenimento incipiente. O número de membros da academia cresceu rapidamente, apesar da falta de apoio do estabelecimento cinematográfico de Hollywood, que talvez compreensivelmente se sentisse ameaçado pela TV e seu potencial para manter o público entretido em casa (e longe dos cinemas).

Em 1947, a conhecida personalidade do rádio Edgar Bergen (pai de Candice Bergen, que se tornaria uma atriz notável) concordou em se tornar o primeiro presidente da organização de Cassyd. Embora Cassyd tenha originalmente se oposto à ideia de prêmios, argumentando que os objetivos principais do grupo deveriam ser culturais e educacionais, ele acabou sucumbindo à necessidade de um evento altamente visível para elevar o perfil da academia. Depois de rejeitar 47 designs, Cassyd e seus colegas selecionaram a agora famosa estatueta que representava uma mulher alada segurando um átomo em seus braços estendidos. Criada pelo engenheiro de TV Louis McManus, que usou sua esposa como modelo, a figura representou a relação colaborativa entre a arte (a musa) e a ciência (o átomo).

O nome “Emmy” era uma versão feminizada de “immy”, a abreviação para o tubo ortônico de imagem que era usado em câmeras de TV até os anos 1960.


15 fatos repletos de estrelas sobre o Emmy Awards

Tudo pode acontecer no Emmys: amassos de improviso. Fraude do apresentador. Experiências de quase morte para Bob Newhart. Antes da transmissão de 2018 começar na segunda-feira, 17 de setembro, leia os fatos mais estranhos e fascinantes da história de 70 anos da cerimônia de premiação. Claro, os apresentadores Michael Che e Colin Jost provavelmente trarão o calor da comédia (com um lado político), mas será que até mesmo seu duplo poder de apresentador pode se equiparar à insanidade do Super Emmys de 1974?

1. A PALAVRA “EMMY” VEM DE UM TUBO DE CÂMERA.

Quando a Television Academy estava pensando em um nome para seus novos prêmios no final dos anos 1940, o fundador Syd Cassyd sugeriu pela primeira vez “Ike”, também conhecido como o apelido para um tubo de iconoscópio de televisão. Mas os outros membros temiam que esse termo estivesse intimamente ligado ao herói da Segunda Guerra Mundial (e futuro POTUS) Dwight Eisenhower e, portanto, poderia parecer muito político. Então, em vez disso, Henry Lubcke (que viria a se tornar o terceiro presidente da Academia) flutuou "Immy". Seria uma referência a outra peça de tecnologia de TV, o tubo de ortício de imagem. O resto da equipe decidiu feminizá-lo em "Emmy", para que combinasse com a estatueta que eles haviam selecionado. Essa estatueta, que se parece com a que você conhece hoje, incluía uma mulher alada segurando um átomo. E foi baseado em uma pessoa real. (Continue lendo . )

2. DOROTHY MCMANUS FOI O MODELO PARA O ESTATUTA.

Cassyd e seus amigos consideraram 47 propostas de design para sua estatueta de premiação e prontamente rejeitaram todas. Mas a 48ª vez foi o charme. O projeto do engenheiro de televisão Louis McManus de uma mulher com asas (representando as artes) segurando um átomo (representando a ciência) foi o último que a equipe analisou, mas acabou sendo o lance vencedor. McManus modelou a mulher em sua esposa, Dorothy, levando pelo menos um curador de arte a se perguntar por que os prêmios não eram chamados de "Dorothies".

3. APENAS SEIS PRÊMIOS FORAM DISTRIBUÍDOS NA PRIMEIRA CERIMÔNIA, E UM FOI A UM VENTRILOQUISTA.

A primeira cerimônia do Emmy Awards foi realizada em 25 de janeiro de 1949 no Hollywood Athletic Club. Ao contrário da iteração atual, foi um caso bastante barato (os bilhetes custam apenas $ 5) e o tempo de execução foi muito mais curto. Apenas seis prêmios foram entregues naquela noite. O primeiro, de Personalidade Mais Notável da Televisão, foi para Shirley Dinsdale, de 20 anos, e sua marionete, Judy Splinters, para The Judy Splinters Show. Outros vencedores incluíram um programa chamado Pantomima Quiz e Louis McManus, que ganhou um Emmy especial pelo design da coisa.

4. “MELHOR DESEMPENHO CONTÍNUO EM UMA SÉRIE DE UMA PESSOA QUE SE JOGA ESSENCIALMENTE” ANTES DE SER UMA CATEGORIA.

Nos primeiros anos da premiação, o Emmy testou várias categorias, algumas delas mais lógicas do que outras. De longe, a dupla mais absurda veio em 1958, quando a Television Academy decidiu homenagear a "Melhor Performance Contínua em uma Série de uma Comediante, Cantora, Anfitriã, Dançarina, MC, Apresentador, Narrador, Palestrante ou Qualquer Pessoa que Essencialmente Se Representa ”Junto com uma categoria masculina correspondente. Há rumores de que as categorias foram projetadas principalmente para homenagear Lucille Ball por Eu amo Lucy, mas se essa era a intenção, falhou miseravelmente. Dinah Shore venceu por The Dinah Shore Chevy Show, enquanto Jack Benny ficou com a categoria masculina para The Jack Benny Show. Essas categorias foram aparentemente eliminadas em 1959, para grande alívio dos apresentadores de língua presa.

5. JACKIE KENNEDY É A ÚNICA PRIMEIRA SENHORA A GANHAR UMA EMMY.

Até o momento, apenas uma primeira-dama dos Estados Unidos ganhou um Emmy. Essa distinção vai para Jackie Kennedy, que recebeu um prêmio especial dos curadores por sua famosa turnê televisionada da Casa Branca em 1962. (Lady Bird Johnson aceitou a estatueta em nome de Kennedy.) Nenhuma primeira-dama igualou sua contagem de Emmy desde então, embora Michelle Obama chegou um pouco perto: ela recebeu a atenção do Emmy quando ela Billy na rua segmento ganhou uma indicação em 2015. Infelizmente, perdeu para Entre duas samambaias com Zach Galifianakis.

6. OS “SUPER EMMYS” FORAM UM ENORME FLOP.

Em 1974, o Emmy decidiu entrar em experiência com uma cerimônia chamada “Super Emmy”. O programa colocou os artistas vencedores nas categorias de drama e comédia uns contra os outros - pense em Melhor Ator Principal em Drama vs. Melhor Ator Principal em Comédia, Melhor Atriz Coadjuvante em Drama vs. Melhor Atriz Coadjuvante em Comédia, etc. os campeões finais seriam coroados o ator ou atriz “do ano” em suas respectivas categorias, e os grandes vencedores incluíam Alan Alda, Mary Tyler Moore e Cecily Tyson. No dia seguinte, O jornal New York Times escreveu que a transmissão estava "mais confusa do que nunca" e que "os novos 'superprêmios' são inúteis" as coisas voltaram ao normal para a cerimônia do ano seguinte.

7. ALAN ALDA CARTWHEELEED DOWN THE AISLE PARA SUA VITÓRIA DE 1979.

Falando de Alan Alda: Ele fez um sucesso maior no Emmy apenas cinco anos depois. Durante a cerimônia de 1979, ele recebeu um prêmio por seus escritos sobre M * A * S * H. Embora ele já tivesse ganhado prêmios de atuação e direção para o show, ele nunca tinha sido reconhecido por sua escrita antes - e ele estava animado. Então ele deu uma cambalhota pelo corredor no que agora é um momento icônico do Emmy.

“A escrita significava muito", Alda disse mais tarde Variedade. "Eu queria ser um escritor e um bom escritor desde os oito anos de idade. Conseguir um Emmy por escrever significou tanto que foi realmente espontâneo quando dei uma pirueta no caminho para o palco ... Estou com 80 anos agora, mas alguns meses depois do meu aniversário de 80 anos, eu estava na praia nas Ilhas Virgens e disse: 'Vou ver se ainda consigo dar uma pirueta.' "

8. ALGUEM QUASE ROUBOU A EMMY DE BETTY THOMAS - NO PALCO.

Quando Betty Thomas ganhou Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática por Hill Street Blues em 1985, um homem veio aceitar o Emmy em seu nome. Isso era estranho por dois motivos: Thomas estava realmente na platéia e ela não tinha ideia de quem era esse cara. O homem misterioso acabou sendo Barry Bremen, também conhecido como “O Grande Impostor”. Ele era conhecido por pregar peças semelhantes em grandes eventos esportivos, incluindo o Super Bowl. Os Emmys eram apenas seu último alvo, e isso custou a ele sair daquela façanha com uma multa de US $ 175 e seis meses de liberdade condicional.

9. OS MOSTROS DE CABOS NÃO FORAM ELEGÍVEIS PARA O EMMY AWARDS ATÉ 1988.

Até o final dos anos 1980, apenas programas da rede eram elegíveis para consideração do Emmy. As séries de TV a cabo competiram por prêmios em seu próprio show de premiação, o CableACE Awards. Mas o Emmy modificou suas regras em 1988 para permitir a programação a cabo. A última cerimônia do CableACE Awards ocorreu em 1997.

10. LORNE MICHAELS É A PESSOA MAIS NOMINADA EMMY DE TODOS OS TEMPOS.

Kevork Djansezian / Getty Images para TheWrap

O indivíduo mais indicado ao Emmy de todos os tempos é Saturday Night Live o criador Lorne Michaels, com um total impressionante de 87 indicações. Ele vai competir este ano para Melhor Escrita para uma Série de Variedades para SNL, e ele também será o produtor executivo da própria cerimônia de premiação do Emmy.

Mas quando se trata de vitórias reais, a presidente da HBO Documentary Films, Sheila Nevins, superou Michaels, ela ganhou um total de 31 prêmios Emmy ao longo dos anos (mais de duas vezes as 15 vitórias de Michaels), incluindo o Emmy 2018 de Documentário de Destaque ou Especial de Não-ficção para Os Diários Zen de Garry Shandling.

11. NOITE DE SÁBADO AO VIVO É A SÉRIE MAIS CELEBRADA.

Ao longo de sua história de 43 anos, Saturday Night Live acumulou um total de 252 nomeações e 62 vitórias (e continua aumentando). Isso o torna o programa mais indicado da história do Emmy.

12. A ACADEMIA DE TELEVISÃO REALMENTE AMA COPS.

Se você quer mesmo ganhar aquela estatueta, é melhor pegar um distintivo e uma arma. Em 2015, Pedra rolando analisou os números e descobriu que os personagens da aplicação da lei recebem mais Emmy. Isso faz sentido quando você olha para os vencedores anteriores: Dennis Franz pegou quatro para sua corrida em NYPD Blue, Tony Shalhoub ganhou três para Monge, e Tyne Daly e Sharon Gless ganharam coletivamente seis como estrelas de Cagney e amp Lacey.

13. ALGUNS VENCEDORES DEVEM PAGAR POR SEUS ESTATUETOS.

Não, Julia Louis-Dreyfus não precisa desembolsar dinheiro para seu Emmy nos bastidores. Mas para categorias em que os vencedores podem incluir de 15 a 20 pessoas (pense em equipes de redação), a Academia de Televisão impõe algumas taxas. Na entrevista acima, Mo Rocca contou como ele pagou por seu próprio Emmy como parte do The Daily Show redatores.

14. CUSTA $ 400 E LEVA MAIS DE CINCO HORAS PARA FAZER UMA EMMY.

Cobrar os vencedores para receber seu prêmio pode parecer ultrajante, mas, novamente, um Emmy não é barato. Cada estatueta custa cerca de US $ 400 e requer cinco horas e meia de trabalho para ser criada. Eles são todos feitos no R.S. de Chicago Owens, onde os funcionários moldam e revestem as figuras em cobre, níquel, prata e ouro. Veja-os em ação acima.

15. O EMMYS SUPEROU UM OBSTÁCULO DE DIVERSIDADE EM 2015.

Quando Isabel Sanford ganhou Melhor Atriz Principal em Série de Comédia por The Jeffersons em 1981, ela foi a primeira mulher negra a receber essa homenagem. A categoria de drama correspondente permaneceu toda branca por mais de seis décadas, até 2015. Dois anos atrás, Viola Davis ganhou o Emmy de Melhor Atriz Principal em Série Dramática por Como fugir do assassinato. Ela usou seu discurso de aceitação para falar sobre raça e oportunidade, provocando lágrimas de vários membros da audiência e aplausos loucos de sua colega indicada, Taraji P. Henson. (Davis é indicada novamente este ano como Melhor Atriz Convidada em Série Dramática por uma posição que ela fez em Escândalo.)

Este ano trará ainda mais diversidade para a categoria, já que Sandra Oh é a primeira atriz asiática a competir pela cobiçada estatueta de Atriz Principal em Drama por seu papel em Matando véspera.


The Handmaid & rsquos Tale é o primeiro programa de streaming a ganhar um Emmy de melhor drama

Com Guerra dos Tronos fora da corrida no Primetime Emmy Awards, The Handmaid & # x2019s Tale conseguiu a cobiçada vitória de melhor drama na cerimônia de premiação na noite de domingo & # x2014 e fez história no mercado. O programa é a primeira série em streaming a levar para casa o prêmio Emmy & # x2019.

A autora Margaret Atwood juntou-se ao criador da série Bruce Miller e ao elenco no palco para receber o prêmio, que foi concedido por Oprah Winfrey. Resumindo, Miller agradeceu a todos os envolvidos antes de concluir, & # x201CVá para casa, mãos à obra, temos muitas coisas pelas quais lutar. & # X201D

Porém, ele encontrou tempo para uma piada rápida sobre Alexis Bledel. & # x201CVocês nos apoiaram quando queríamos fazer coisas horríveis com Rory Gilmore, & # x201D ele disse sobre a produtora MGM.

Esta foi a cereja no topo de uma noite de vitórias para o drama Hulu, baseado no romance distópico de Atwood. Entre as vitórias estão Elisabeth Moss (Melhor Atriz Coadjuvante em Drama), Ann Dowd (Melhor Atriz Coadjuvante em Drama), Miller (Melhor Roteiro de Drama) e Reed Morano (Excelente Direção de Drama).

A vitória de Bledel e # x2019 de Melhor Atriz Convidada em Drama foi anunciada uma semana antes, durante o Creative Arts Emmys.

The Handmaid & # x2019s Tale foi nomeado ao lado É melhor chamar o Saul, Castelo de cartas, Coisas estranhas, A coroa, Esses somos nós, e Westworld. Guerra dos Tronos ganhou o de melhor drama em 2015 e 2016, mas por causa de sua data de estréia mais tarde do que o normal, não foi elegível para o Emmy este ano.


‘Schitt’s Creek’, ‘Sucessão’, ‘Watchmen’ vencem no 72º Emmy Awards

O 72º Primetime Emmy Awards de Jimmy Kimmel e ndash será lembrado por ser uma cerimônia como nenhuma outra, e não apenas como o primeiro grande show de premiação a apresentar prêmios inteiramente remotamente após o bloqueio induzido pelo COVID-19. Vencedores pela primeira vez e talentos de novas plataformas de conteúdo apareceram nos resultados ao lado de destinatários regulares das maiores honras da Television Academy & rsquos.

Transmitida ao vivo pela ABC, a cerimônia foi planejada de acordo com as diretrizes de segurança da pandemia, com Kimmel estacionado no Los Angeles & rsquo Staples Center e mais de 100 câmeras transmitindo imagens ao vivo dos indicados em bloqueio. Pela primeira vez na história do Emmy, não havia público presente no evento e nenhum evento de tapete vermelho ao vivo antes dele.

Entre os vencedores do 2020 Creative Arts Emmys, apresentado virtualmente na semana que antecedeu a grande noite de TV & rsquos 20 de setembro e apresentado por Nicole Byer, estavam Pop TV & rsquos comedy & ldquoSchitt & rsquos Creek, & rdquo HBO & rsquos drama & ldquoSuccession & ldquoSuccession & ldquoWatch & ldquo & ldquoSuccession & rdquoRatchsqudquo & ldquod Race, & rdquo e & ldquoStar Wars & rdquo drama & ldquoThe Mandalorian & rdquo do novo gigante de streaming Disney +.

A cerimônia de 19 de setembro, transmitida pela FXX, levou a Netflix e a HBO a um empate nas vitórias do Creative Arts Emmy, com 19 cada. HBO & rsquos & ldquoBad Education & rdquo foi coroado como filme de TV de destaque. As vitórias para casa nas categorias de ator convidado foram Ron Cephas Jones da NBC & rsquos & ldquoThis Is Us & rdquo (após um erro de produção que erroneamente nomeou outro vencedor), Cherry Jones da & ldquoSuccession & rdquo e Eddie Murphy e Maya Rudolph para o Murphy & ndashdashhosted episódio do NBC Night & rsquod. . ”

Depois que Kimmel deu início à cerimônia descrevendo os procedimentos de segurança em vigor, os principais resultados da comédia foram anunciados com uma varredura para o vencedor da série de comédia & ldquoSchitt & rsquos Creek. & Rdquo O show totalizou nove Emmys, o primeiro, e quebrou o recorde de mais vitórias em séries de comédia em uma única temporada, com o co-criador Daniel Levy ganhando estátuas por escrever, co-dirigir, produzir e como ator coadjuvante. Catherine O & rsquoHara, Annie Murphy e o co-criador Eugene Levy também aceitaram troféus de atuação, marcando a primeira vez na história de 72 anos do Emmy que uma comédia arrebatou todas as quatro categorias de atuação em um ano. A sitcom de baixo orçamento de Levys & rsquo sobre uma família rica forçada a se mudar para uma cidade atrasada, que começou em 2015 e recentemente exibiu sua última temporada, foi distribuída pela Canada & rsquos Pop TV e transmitida nos EUA pela Netflix.

Regina King ganhou seu quarto Emmy em seis anos (com cinco indicações no total desde 2015) para & ldquoWatchmen & rdquo e Mark Ruffalo ganhou seu segundo para a série limitada da HBO & rsquos & ldquoI Know This Much Is True. & Rdquo Eles e outros vencedores, bem como vários apresentadores, implorou aos telespectadores que tivessem um plano de votação nas próximas eleições gerais. & ldquoSe você tem privilégios, você tem que lutar pelos menos afortunados e mais vulneráveis ​​& rdquo, disse Ruffalo. & ldquoNós somos mais fortes juntos quando nos amamos e nos respeitamos & rsquos diversidade. & rdquo

Tyler Perry, vencedor do Governors Award e pioneiro de Hollywood, também usou seu discurso para sublinhar a importância das diversas vozes na mídia, ecoando histórias incluídas na transmissão de Issa Rae em seu decepcionante primeiro discurso para a TV, Lena Waithe sobre a primeira vez que se sentiu vista no pequeno tela, e America Ferrera em ser convidado a representar estereótipos em uma audição. Entre os apresentadores da categoria estavam trabalhadores essenciais, incluindo professores, motoristas, fazendeiros e profissionais médicos que relataram da linha de frente da pandemia.

& ldquoWatchmen, & rdquo adaptado por Damon Lindelof como uma sequência da história em quadrinhos de ficção científica de Alan Moore e Dave Gibbons, continuou sua exibição impressionante, com vitórias para Lindelof e Cord Jefferson como co-escritores, ator coadjuvante Yahya Abdul-Mateen II, e em última análise, séries limitadas pendentes. O total de 11 Emmys para & ldquoWatchmen & rdquo fez deste o show mais vencedor da noite na contagem final A HBO ganhou 30 Emmys enquanto a Netflix arrecadou 21.

Uzo Aduba ganhou seu terceiro Emmy por seu papel coadjuvante como a congressista Shirley Chisholm na série limitada FX & rsquos & ldquoMrs. América. & Rdquo Nas corridas dramáticas, os atores principais Jeremy Strong da & ldquoSuccession & rdquo e Zendaya da HBO & rsquos & ldquoEuphoria & rdquo ganharam suas primeiras estátuas do Emmy. "Sei que parece um momento muito estranho para comemorar", disse Zendaya, de 24 anos, a atriz de drama da categoria e mais jovem vencedora de todos os tempos. & ldquoMas há esperança nos jovens. & rdquo Os vencedores do drama coadjuvante foram Billy Crudup para AppleTV + & rsquos & ldquoThe Morning Show & rdquo e Julia Garner para Netflix & rsquos & ldquoOzark. & rdquo Encerrando a cerimônia, Jesse Armstrong & rsquos & ldquo foi escrito; prêmios de série dramática pendentes.

Para obter uma lista completa dos vencedores do Emmy de 2020 e muito mais, visite Emmys.com.

Confira Backstage e rsquos Listas de audições de TV!


Chamada de inscrições para bolsas de estudo da Fundação

THE FOUNDATION OF THE NATIONAL ACADEMY OF TELEVISION ARTS & amp SCIENCES ANUNCIA A CONVOCAÇÃO PARA INSCRIÇÕES PARA AS BOLSAS NATAS DE 2021 Inscreva-se em https://theemmys.tv/scholarships/ Prazo 15 de abril de 2021 NEW YORK, NY - 4 de março de 2021 - The Foundation da National Academy of Television Arts & amp Sciences (NATASFS) tem o prazer de anunciar a chamada para & # 8230


Emmy Awards diurno e # 8217 momentos mais memoráveis

Ao longo de seus quase 50 anos de história, o Daytime Emmy Awards proporcionou momentos tão emocionantes e, às vezes, humorísticos quanto os shows que a própria cerimônia celebra. Este ano, em homenagem ao próximo 47º kudofest anual, Variedade está relembrando algumas das partes mais memoráveis ​​de eventos passados.

15. Alex Trebek e rsquos primeira vitória pós-câncer
(46ª cerimônia anual)
Embora mais tarde admitisse parte da luta que enfrentou ao se submeter ao tratamento para câncer de pâncreas, aqui & ldquoJeopardy & rdquo anfitrião Trebek era todo gratidão e seu humor característico, brincando que foi uma & ldquosimpatia & rdquo vitória e citando Sally Field & rsquos, & ldquoVocê gosta de mim, você realmente gosta de mim. & rdquo Vê-lo subir ao palco com uma aparência tão saudável parecia uma vitória por si só.

14. Dick Clark e homenagem a "American Bandstand"
(37ª cerimônia anual)
O que começou como um pacote de clipes de destaques de & ldquoAmerican Bandstand & rsquos & rdquo impressionante corrida de várias décadas se tornou uma caminhada ao vivo e em pessoa pela via da história da música quando atos da série & rsquo passado, os Spinners e o elenco de & ldquoJersey Boys & rdquo Clark surpreendeu com performances no palco à sua frente. Elevou a experiência e proporcionou entretenimento emocional adicional.

13. Viagem de caridade de celebridades ao Quênia
(36ª cerimônia anual)
Os shows de premiação podem ser muito pomposos e circunstanciais, mas em 2009, o Daytime Emmys também destacou a importância das doações de caridade por meio de um curta-metragem em uma viagem ao Quênia para beneficiar a Feed the Children. As lendas da novela Susan Lucci, Anthony Geary e Kelly Monaco fizeram parte do grupo que entregou algumas imagens verdadeiramente emocionantes para lembrar a todos da importância de fazer sua parte para tornar o mundo um lugar melhor.

12. George Lucas & rsquo primeiro vencedor do Emmy
(40ª cerimônia anual)
Lucas havia sido elogiado por décadas (embora tivesse ganhado apenas um grande prêmio: o Irving G. Thalberg Memorial Award no Oscar) quando ganhou um Emmy diurno em 2013 pela série animada & ldquoStar Wars & rdquo & ldquoClone Wars. & Rdquo O que fez o mais especial foi que Carrie Fisher presenteou Lucas e a equipe do & ldquoClone Wars & rdquo com a estátua, e a emoção genuína em sua voz deixou claro o impacto duradouro que ele tem sobre todos com quem trabalha.

11. Prêmio de Realização de Vida de Bob Barker
(26ª cerimônia anual)
O apresentador de longa data & ldquoPrice Is Right & rdquo já havia conseguido uma dúzia de Daytime Emmys antes de aceitar o Lifetime Achievement Award em 1999, e seu mandato no game show sindicalizado ainda estava forte. Mas ele genuinamente pareceu tão gracioso em recebê-lo quanto na primeira vez em que subiu no palco. Ele voltou a atenção para aqueles que o ajudaram ao longo do caminho, incluindo sua mãe e sua esposa e, claro, ele terminou com um chamado para ajudar a controlar a população de animais de estimação.

10. Prêmio pelo conjunto de sua obra de Barbara Walters
(27ª cerimônia anual)
Oprah Winfrey disse tudo quando apresentou o jornalista, apresentador de talk show e & ldquoliving legend & rdquo Walters com o Lifetime Achievement Award em 2000: & ldquoOnly Barbara poderia ser como Barbara. & Rdquo Walters provou seu equilíbrio mesmo nos momentos mais estressantes quando ela veio preparada com um discurso que tocou em sua família, incluindo sua irmã falecida que viveu com problemas mentais, sua carreira histórica e a importância da televisão em geral.

9. Aretha Franklin é uma Super Fã "Y & ampR"
(24ª cerimônia anual)
The Queen of Soul tornou-se uma espécie de presença constante no Daytime Emmy Awards, mas tudo realmente começou em 1997, quando ela apresentou a montagem do ano para o indicado & ldquoThe Young & amp the Restless. & Rdquo Ela não estava lá pessoalmente desta vez, mas sua mensagem de vídeo gravada anteriormente foi igualmente apaixonada, dizendo que assiste ao show o tempo todo, mesmo quando ela está em concerto, e especialmente expressando seu amor por Eric Braeden e Victor.

8. Tributo a "Vila Sésamo" / Conquista de Vida de Caroll Spinney (empatado)
(36ª cerimônia anual / 45ª cerimônia anual)
Em 2009, & ldquoSesame Street & rdquo celebrou seu 40º aniversário com um número de big band repleto de estrelas que trouxe a criança em todos novamente. Não havia nada mais emocionante do que ver Big Bird, Grover e até Oscar the Grouch (sem mencionar seus vizinhos humanos) se apresentando ao vivo. Então, um pouco menos de uma década depois, o homem por trás de Garibaldo finalmente teve seu próprio momento para brilhar ao levar para casa o prêmio pelo conjunto de sua obra, tão enérgico e cheio de luz e amor quanto seu personagem.

7. Prêmio pelo conjunto de sua obra de Betty White
(42ª cerimônia anual)
A apresentação do prêmio White & rsquos pelo conjunto de sua obra foi uma produção em si mesma, com outros ícones da televisão de Marie Osmond a Regis Philbin jogando um jogo de senha e depois falando longamente sobre o aclamado ator. Mas White soube manter a festa e as risadas, até dançando com Charo quando ela subiu no palco.

6. Homenagem a Joan Rivers
(42ª cerimônia anual)
Quando a lendária história em quadrinhos morreu no outono de 2014, o Daytime Emmys se despediu dela com uma homenagem de três minutos que incluiu seu discurso de aceitação emocional de 1990 e sua filha, Melissa Rivers, refletindo sobre sua vida e carreira. Foi mais do que suficiente para causar lágrimas nos olhos do público ao vivo e em casa, e foi apenas o início da seção In Memoriam da cerimônia, que apresentava Kenneth & ldquoBabyface & rdquo Edmonds cantando Michael Jackson & rsquos & ldquoGone Too Soon. & Rdquo

5. Al Freeman Jr. é o primeiro afro-americano a ganhar o ator principal
(6ª cerimônia anual)
Freeman interpretou o tenente Ed Hall no ABC & # 8217s & # 8220One Life to Live & # 8221 começando em 1972 e ganhou o ator principal Daytime Emmy pela atuação em 1979. Ele fez história por ser o primeiro artista daquele programa a levar para casa aquele troféu , para não mencionar o primeiro artista afro-americano a fazê-lo. Este foi um feito importante e histórico que tem ainda mais peso em retrospectiva: embora tenha feito progressos rumo à inclusão no início, demorou mais seis anos até que um homem negro (& # 8220All My Children & # 8217s & # 8221 Darnell Williams) chegasse ao topo desta categoria novamente, e foi menos de uma década após a vitória que Powers That Be at & # 8220One Life to Live & # 8221 deixou Freeman, entre outros atores negros, sair do show.

4. Oprah Winfrey Lifetime Achievement Award / Adeus ao 'Oprah Winfrey Show' (empatado)
(25ª cerimônia anual / 38ª cerimônia anual)
Uma dúzia de anos após sua exibição de sucesso & # 8220The Oprah Winfrey Show & # 8221, a apresentadora de talk show titular ganhou o prêmio pelo conjunto de sua obra. Era algo que a apresentadora Barbara Walters relembraria e notaria que Winfrey era & # 8220 apenas um bebê & # 8221 na época, mas provou o quão importante sua mensagem e alcance já eram na tela pequena. Seu poder e status só continuaram a crescer e, em 2011, quando seu show homônimo chegou ao fim, foi enviado de uma forma espetacular, com todos de Wayne Brady a Gladys Knight e Celine Dion homenageando o farol de luz e esperança que simbolizou por 25 anos.

3. Conquista de vida de Lee Phillip Bell
(34ª cerimônia anual)
Bell, em muitos aspectos, foi a primeira-dama diurna. O ex-jornalista e apresentador de talk show co-criou dois dos dramas diurnos de maior sucesso, CBS & # 8217 & # 8220The Bold and the Beautiful & # 8221 e & # 8220The Young & amp the Restless. & # 8221 Não foi & # 8217t até 2007 que sua longa lista de realizações na televisão foi reconhecida com um prêmio pelo conjunto da obra, apesar de seu marido e co-criador dessas duas novelas ganhar o dele em 1992. Já era um momento muito atrasado e foi emocionante vê-la ter seu momento de celebração .

2. Susan Lucci quebra sua seqüência de derrotas
(26ª cerimônia anual)
Todos os fãs diurnos se lembram de onde estavam quando ouviram Shemar Moore gritar, & # 8220A seqüência acabou & # 8221 ao anunciar o vencedor do Prêmio Emmy Diurno de atriz principal de 1999. Foi & # 8220All My Children & # 8221 star Lucci & # 8217s 19 nomeação, mas a primeira vitória, e lhe rendeu uma ovação de pé e aplausos genuínos até mesmo de seus concorrentes na categoria. A própria Lucci estava extremamente emocionada. Levou cerca de um minuto e meio para subir no palco e receber aplausos estridentes antes mesmo de começar seu discurso de aceitação, o que ela fez dizendo: & # 8220Eu realmente acreditava que isso nunca aconteceria. & # 8221 E quando os produtores contaram ela para encerrar, o público vaiou alto para que Lucci pudesse finalmente ter seu momento completo sob os holofotes.

1. Prêmio Fred Rogers pelo conjunto de sua obra
(24ª cerimônia anual)
Quase três décadas após a estreia do programa infantil Rogers & # 8217 NET que virou PBS & # 8217s, o homem que educou e inspirou inúmeras crianças (e alguns pais) subiu ao palco para receber o prêmio pelo conjunto de sua obra no Daytime Emmy. Sempre disposto a colocar os outros à frente de si mesmo, Rogers cedeu parte de seu tempo para permitir ao público um momento de silêncio para pensar sobre as pessoas que os ajudaram em suas jornadas, levando sua mensagem de & # 8220 procurando pelos ajudantes & # 8221 fora do tela de seu show e em uma prática em sua vida real. Para muitos, Rogers foi o ajudante & mdash e ele provou isso novamente aqui.


Primeira cerimônia de premiação do Emmy - HISTÓRIA

LOS ANGELES - Foi uma noite virtual de glamour para alguns, go-as-you-are para outros, mensagens de justiça social e assuntos familiares.

Foi a cerimônia anual do Emmy Awards, apresentada por Jimmy Kimmel e transmitida na televisão ABC na noite de domingo. Mas por causa da pandemia, tudo era virtual, sem audiência de estrelas ao vivo. Em vez disso, mais de 100 câmeras foram instaladas em casas e celebrações realizadas em outros lugares pelos indicados para que os vencedores pudessem receber o prêmio em tempo real.

E, claro, às vezes as coisas davam errado.

O prêmio de ator convidado de Ron Cephas Jones por "This Is Us" foi anunciado para outro indicado, Jason Bateman.

O erro ocorreu durante o Emmys de artes criativas on-line de sábado, um precursor da cerimônia principal de domingo e o culminar de uma semana de eventos que homenagearam realizações técnicas e outras.

O programa do último sábado na FXX, no entanto, foi o único das apresentações de artes criativas a ser televisionado, tornando o erro mais gritante. Em um anúncio de narração, o Sr. Bateman foi declarado o vencedor por sua participação especial no programa da HBO "The Outsider", enquanto a tela exibia o nome do Sr. Jones.

Ron Cephas Jones e sua filha Jasmine Cephas Jones são os primeiros pai e filha a vencer no mesmo ano.

O Sr. Jones foi bem-humorado sobre o erro quando respondeu a perguntas virtualmente depois. Em vez disso, ele se concentrou em seu segundo Emmy por “This Is Us” e especialmente em sua filha, a atriz e cantora Jasmine Cephas Jones.

Ele expressou alegria ao saber que a dupla fez história no Emmy como o primeiro pai e filha a ganhar no mesmo ano. Seu troféu de atuação em série curta veio no início da semana para o "#FreeRayshawn" de Quibi.

“Meu coração simplesmente explode quando penso nela e a observo e o sucesso que ela teve”, disse ele.

Outros vencedores no sábado incluem Eddie Murphy, cujo retorno ao “Saturday Night Live” depois de mais de três décadas rendeu à estrela seu primeiro prêmio Emmy, como ator convidado de série de comédia.

Maya Rudolph conquistou o troféu de atriz convidada da categoria por sua interpretação da senadora norte-americana Kamala Harris, dois dias depois de reivindicar um Emmy de voz off para "Big Mouth".

Cherry Jones ganhou o troféu de atriz de drama convidada por "Sucessão".

Durante a cerimônia de domingo, vários vencedores do Emmy, incluindo Regina King e Uzo Aduba, destacaram a luta nacional por justiça social.

Ambas as atrizes usavam camisetas com Breonna Taylor, a paramédica de 26 anos de Louisville, Ky., Que foi baleada e morta pela polícia em março durante uma invasão noturna em sua casa. A camiseta da Sra. King exibia o rosto da Sra. Taylor.

A Sra. King ganhou o prêmio de atriz em uma série limitada ou um filme de TV como a heroína mascarada em "Watchmen" da HBO.

“Eu amei quando vi sua camisa e permaneci nela com tanta força e poder, o que todos nós sabemos que ela tem”, disse a Sra.

Aduba, vencedora de atriz coadjuvante em série limitada ou filme para TV “Sra. America ”, no qual interpretou a falecida congressista de Nova York Shirley Chisholm.

Damon Lindelof wore a black T-shirt with “Remember Tulsa ’21” in yellow letters while accepting the Emmy for limited series writing for “Watchmen.” Cord Jefferson, who is Black and shared the award, and Mr.Lindelof stood in front of a banner reading “Give a Damn” that was hung from a fireplace mantle.

Mr. Lindelof, who is white, was drawing attention to the race riot in Tulsa, Okla., that occurred after white residents, many of them deputized and given weapons, attacked Black residents and businesses in the city. Mr. Jefferson called it “the original sin of our show.”

Meanwhile, 24-year-old Zendaya became emotional after she took home the trophy for her role in the HBO series, “Euphoria,” scoring one of the few long shot victories Sunday night. She is the youngest actress and only the second Black actress to claim the lead drama actress award, following Viola Davis’ groundbreaking 2015 win for “How To Get Away With Murder.”


Communication Department wins first Emmy Award for ‘A Festival of Carols’

Goshen College’s FiveCore Media won a National Academy of Television Arts and Sciences (NATAS) Lower Great Lakes Chapter regional Emmy® award on June 12, the college’s first win out of four nominations.

The special live event coverage Emmy® was awarded for FiveCore Media’s production of the Goshen College Music Department’s UMA Festival of Carols 2020 during a virtual awards ceremony. Other nominees in the category were Digital Alchemy in Cleveland and WTHR in Indianapolis.

A Festival of Carols is Goshen College’s yearly Christmas concert featuring the college’s choirs, ensembles and the local Rejoice Children’s Choir. The television special aired on several PBS stations in the midwest region. The production was almost solely student-produced under the direction of FiveCore Media Executive Director and Goshen College Associate Professor of Communication, Kyle Hufford.

“This Emmy® is a testament to the hard work of our Goshen College students and FiveCore staff,” Hufford said. “We have been knocking on the door with nominations in the past, but this year the students were finally recognized by broadcast industry professionals for their excellence. Festival of Carols is a huge production and it takes over a dozen students and staff to pull it off. I am honored to share this award with our students and hope this is the first of many more to come.”

The Lower Great Lakes Chapter includes the Cleveland, Indianapolis, Toledo, Fort Wayne, Columbus, Bloomington and Youngstown markets. The Regional Emmy® awards is one of the top awards in television broadcasting and is judged by members of other NATAS chapters in the country. UMA Festival of Carols will air again this coming Christmas season on PBS stations.

About the National Academy of Television Arts & Sciences:

The National Academy of Television Arts & Sciences was founded in 1955. It is dedicated to the advancement of the arts and sciences of television and the promotion of creative leadership for artistic, educational and technical achievements within the television industry. It recognizes excellence in television with the coveted Emmy® Award.

Regional Emmy® Awards are given in nineteen regions across the United States.


Compartilhado All sharing options for: What Was the Worst Emmys Ceremony in History?

Getty Images/Ringer illustration

Despite what you’ve heard, the Emmy Awards are bad. They’re an annual celebration of TV’s so-called achievements, and an excuse to gather people from the small screen and hand out awards to … pretty much the same shows every year.

This year’s ceremony will be the 69th annual Emmys, which is to say that this thing’s been going on for a grande Tempo. As with anything that lasts for multiple decades, the show has had its ups and its downs, its good years and its bad years. The Emmys got off to a tough start: The show’s host in 1949, Walter O’Keefe, was only the show’s host because Rudy Vallée had to leave town at the last minute. Have things gotten better since then? Only slightly!

In advance of the 2017 awards, I wanted to determine the Emmys’ darkest years—the ceremonies that felt like torture, the memories of which we will subdue as we decide to spend four hours of our Sunday night watching CBS. (If you have a happier soul and would rather read about the Emmy’s best years, click here.)

To make this list, I considered the four crucial elements of any Emmy Awards:

  1. The Awards: Obviously, a good awards show should give out good awards—by which I mean, they should acknowledge the most worthy nominees. In the case of the Emmys, I gave bonus points to the ceremonies that embraced the changing tides of television, and also the ones that adjusted the Emmys format in ways that helped the show evolve aptly and intelligently. If a show did not do these things, it did not receive points
  2. The Host: The host of an awards show is crucial. Just ask everyone who watched Seth MacFarlane do the Oscars in 2013.
  3. The Moments: The moments are arguably the most important part of any awards ceremony—they’re the things that make a show memorable and iconic.
  4. Best Available Video: For this one, I scoured YouTube for clips from each respective ceremony and selected the best candidates. In case you’re wondering, a good clip from Emmys past doesn’t necessarily have to be good, inspiring, or funny whether it’s baffling, embarrassing, or laughable, all that matters is that it’s a perfect snapshot of a moment in TV history.

Ranking the 10 Best Emmys Ceremonies in History

After pinpointing those four elements of each Emmy Awards, I ranked them (1-68) against their counterparts. Then I averaged each ceremony’s four rankings to get a total score. The lower the score, the better the awards show—and the higher the score, the worse the show.

Entendi? Cool. So without further ado, here are the 10 worst Emmy Awards in history.

10. The 1961 Emmy Awards

The Awards (Ranked no. 47): The winning show at this ceremony was—no lie—a Hallmark presentation of Macbeth. I just fell asleep writing that sentence. Now that I’m awake again, let me tell what the runner-up was: the 1960s Convention Cov—[passes out].

The Hosts (Ranked no. 55): Nothing against Dick Powell, a fair lad who I hear was just dandy in 1938’s Cowboy from Brooklyn, but it sounds like he wasn’t a great host. o Los Angeles Times’ headline for their Emmys review was “TV Awards Show Lacking in Excitement.” That’s on you, Dick Powell.

The Moments (Ranked no. 47): Things were apparently pretty dour at the ceremony because Gary Cooper had just died three days prior. De acordo com Vezes, the most thrilling moment of the show was when Barbara Stanwyck got her gown stuck on a chair:

“As in all spectacular events there was one moment of comedy—or near embarrassment—when Miss Stanwyck, in her haste to rush to the stage, ripped part of her gown. Joey Bishop … used the incident to advantage by quipping, ‘The guy who helped Barbara Stanwyck with her coat was on camera longer than I was.’”

Sounds like a rip-roaring time!

Best Available Video (Ranked no. 56):

You can see Barbara Stanwyck get her coat caught on the chair, right? It’s crazy, right? Não?

9. The 1984 Emmy Awards

The Awards (Ranked no. 49): This was a year of repeats. Saúde won Outstanding Comedy Series for the second straight year, while Hill Street Blues won Drama for the fourth straight year. Saúde’ Shelley Long also got snubbed in favor of Jane Curtin for Kate & Allie.

The Host (Ranked no. 42): It’s a big risk tapping an actor to host an awards show rather than a comedian or a trained emcee (Seth MacFarlane, the 2013 Oscars, remember?), and getting Tom Selleck to host the ’84 Emmys did not pan out. In the end he wasn’t a plus or a minus, merely a dude with a great mustache who moved things along. After the ceremony he told the Los Angeles Times, “It was painful for me to stand up in front of all those people.” In case you’re wondering how Tom Selleck’s poor hosting performance affected Tom Selleck.

The Moments (Ranked no. 61): The 1984 Emmy Awards were a big night for a lot of talented actresses—from Curtin to Rhea Perlman to Jane Fonda—but overall, there were no moments that stood out, which is why it ranks so low.

Best Available Video (Ranked no. 54): Ted Danson getting really excited that Something About Amelia won:

Like I said, not a lot happened at this ceremony.

8. The 1976 Emmy Awards

The Awards (Ranked no. 28): The Mary Tyler Moore Show won Outstanding Comedy Series, and the ceremony handed awards to a tonelada of legends: Peter Falk, Anthony Hopkins, Hal Holbrook, Ted Knight, Betty White, Mary Tyler Moore. Forty years later, those selections hold up.

The Hosts (Ranked no. 62): No shade to Mary Tyler Moore, here—I’m going to fully blame her cohost John Denver. It feels like peak Hollywood that Emmys producers were like, “Oh hey, Mary, we’re going to give you and your show five awards, but we kinda feel like you need a man’s help hosting?”

The Moments (Ranked no. 65): O.J. Simpson presented a segment on sports? Other than that, this was a business-only ceremony.

Best Available Video (Ranked no. 52):

This video is cool because Tim Conway jokingly runs on stage when he’s announced as a nominee, which causes Chevy Chase to jump on stage, which causes Harvey Korman to jump on stage. It’s a fun bit, an ancestor of Jimmy Fallon, Stephen Colbert, and Jon Stewart mucking it up at the 2012 Emmys. Then again, it’s not that fun.

7. The 2008 Emmys

The Awards (Ranked no. 33): Not too bad actually: 30 Rock won again, Homens loucos won Outstanding Drama Series in its rookie year, and Bryan Cranston nabbed his first Best Actor Emmy for playing Walter White in Breaking Bad. This year’s awards were also notable for two other reasons: It was the last year categories only had five nominees (because of course we need to nominate six actors instead of five), and it was the year that Grey’s Anatomy’s Katherine Heigl withdrew her name from contention because she “did not feel that I was given the material this season to warrant an Emmy nomination.” Incredible.

The Hosts (Ranked no. 66): In an effort to embrace reality TV, the Emmys went totally bonkers and hired cinco hosts for the 2008 show: Tom Bergeron, Howie Mandel, Heidi Klum, Jeff Probst, and Ryan Seacrest. Guess what—it didn’t go very well! None of the hosts were compelling, but how could they be? None of them were given enough time to make an impact.

The opening sketch also involved all of the other hosts—who are men, mind you—ripping off Heidi Klum’s clothes? I know it’s been nine years, but 2008 was a looong time ago.

The Moments (Ranked no. 67): Aside from the hosts, the ceremony was a debacle. Presenter Vanessa Williams had a microphone go out on her Josh Groban performed a medley of TV theme songs, a bit that Jason Alexander had already done in 1994. Oh also, it was the lowest-rated Emmy Awards to date.

Best Available Video (Ranked no. 45): The Josh Groban performance really needs to be seen to be believed:

6. The 1998 Emmy Awards

The Awards (Ranked no. 61): Frasier won in ’98 for the FIFTH YEAR IN A ROW. I mean, come on, guys—The Larry Sanders Show e Seinfeld were still on the air! Também, ER, a decade-defining show, came into the night with the most nominations, and went home with zero wins.

The Host (Ranked no. 68): There was no host in 1998. They just didn’t have one. I guess you have to commend them for experimenting, and you could argue that a host’s job is superfluous. But then again, that argument would crumble once someone brought up the 1998 Emmys.

The Moments (Ranked no. 58): As this was the 50th annual Emmy Awards, the show leaned into nostalgia. And not in a fun way—the ceremony was an overlong slog down memory lane that I assume featured multiple references to “the golden age of television.” This is not what awards shows are for—we have PBS for that.

Best Available Video (Ranked no. 29): This pre-presentation bit featuring former costars Garry Shandling and David Duchovny is quite funny, but that it’s the “Best” video from the ceremony tells you all you need to know.

5. The 1956 Emmy Awards

The Awards (Ranked no. 42): Pretty average, with some good selections, such as Lucille Ball winning Best Actress and Lassie winning Best Children’s Show.

The Hosts (Ranked no. 57): Art Linkletter and John Charles Daly were so impactful as hosts of the Eighth Primetime Emmy Awards that the Los Angeles Times writeup barely mentions them. (It’s fair to say that hosting the Emmys would only become a high-pressure gig years later. The expectations of Linkletter and Daly were likely much less than that of Fallon or Kimmel in this century, and they probably shouldn’t be judged against each other. But when you’re making lists, you’ve gotta make some cutthroat decisions.)

The Moments (Ranked no. 64): Psh, not that much happened … but the ceremony fez inspire a man to seriously suggest that the Emmy Awards be abolished.

Best Available Video (Not Ranked): Sadly, YouTube does not currently host any footage from the 1956 Emmy Awards, which either means that they were so bad the Academy has been scrubbing their existence from the internet ever since, or that it was just a long time ago.

4. The 2003 Emmy Awards

The Awards (Ranked no. 66): With gritty cable shows like Os Sopranos, Six Feet Under, e The Shield taking over the Emmys in the early 2000s, there was bound to be a backlash from voters who were resistant to change. The 2003 awards were exactly that: Todo mundo ama raymond was the night’s big winner, taking home Outstanding Comedy Series for the first time—it had already been on for seven seasons, which feels like enough time to deem whether a show is award-worthy or not—and beating out shows like Curb Your Enthusiasm, Sex and the City, e Will & Grace. Isso é péssimo.

The Hosts (Ranked no. 58): Because it went so well when they tried it in 1998, the Emmys once again decided not to hire a host for the '03 ceremony. Instead they enlisted 11 comedians—Ellen DeGeneres, Brad Garrett, George Lopez, Conan O’Brien, Bernie Mac, Dennis Miller, Garry Shandling, Martin Short, Jon Stewart, Darrell Hammond, and Wanda Sykes—to act as presenters and segment hosts. If that sounds like too many glorified hosts, that’s because it was. “With so many funny folks assembled in one time slot on Sunday, it seemed the sheer volume of one-liners, impersonations and rapid-fire witticisms would have 'em rolling in the aisles, or at least not rushing toward the exits,” the Los Angeles Times’ Reed Johnson wrote. “But too many routines either started flat or quickly fizzled. Several were deservedly met by the audience with crooked smiles and half-hearted chuckles.” Note to the Emmys: One host is right amount of hosts to hire.

The Moments (Ranked no. 57): Conan did a dance, then Martin Short did a dance. Then there were some extremely topical bits: SNL’s Darrell Hammond impersonating California gubernatorial candidate Arnold Schwarzenegger, and Shandling and Garrett making out on stage in a spoof of Britney Spears and Madonna’s kiss at the MTV VMAs, which happened a month earlier. (Because nothing says cool like a couple of middle-aged men riffing on “what those young kids are watching.”)

The one funny thing that happened—and no one thought it was funny at time—was Wanda Sykes overtly trolling Bill Cosby. Strolling the aisles of the theater, she went up to Cosby and said, “Was Nipsey Russell busy tonight?” He apparently remained silent and stewed behind a pair of sunglasses. That’s awesome, and I wish there was video online of it. Speaking of .

Best Available Video (Ranked no. 40): Here’s Jon Stewart more or less doing The Daily Show during the Emmys:

It’s fun to watch, if by fun I mean “actually kind of terrifying, because cable news has been a journalistic concern for more than decade and all we’ve done is laugh about it and let it get worse.” Moving on!

3. The 1963 Emmy Awards

The Awards (Ranked no. 59): Here’s a Chicago Tribune headline about that year’s nominees, which included The Dick Van Dyke Show e The Andy Williams Show: “Emmy Awards Are Hodge Podge Again.” Does it make you feel warm and fuzzy inside that we complain about the same things people complained about half a century ago? Or does it make you feel incredibly depressed, as if time is a dreadful circle and we’re doomed to repeat history and never learn from it?

The Hosts (Ranked no. 41): Annette Funicello and Don Knotts are legends, so this was a pretty good get for the Emmys—especially just 15 years into their run.

The Moments (Ranked no. 55): The biggest moment of the ceremony was probably the opening, which was a dispatch from England, broadcast via satellite. That sounds extremely lame, but remember, this was 1963. Dick Van Dyke probably flipped out.

Best Available Video (Ranked no. 66): There are no available videos of the 1963 Emmys, so here’s a video of Mary Tyler Moore talking about the 1963 Emmys:

2. The 1950 Emmy Awards

The Awards (Ranked no. 65): Wanna hear the most L.A. thing ever? For the first few years, the Emmys only gave out awards for Los Angeles–based TV shows and stations. They also gave out an award for Best Commercial to Lucky Strike, which I bet Don Draper was psyched about.

The Host (Ranked no. 54): Bill Welsh was less of a host and more of an announcer. It was a different, less festive time.

The Moments (Ranked no. 48): To repeat: it was a different, less festive time. Mayor Fletcher Bowron spoke! Comedian Ed Wynn took this photo!

It’s somewhat incredible that the Emmys didn’t peter out in their nascent years.

Best Available Video (Not Ranked): No videos of the ceremony are available, which is too bad—I really wanted to see Bill Welsh fucking flex as an announcer.

1. The 1951 Emmy Awards

The Awards (Ranked no. 67 out 68): Again, they only gave out trophies to L.A. people and stations. Why does it rank lower than 1950? Because Don Draper didn’t win an award, and because they made a new category called “Best Sports Program” and the nominees were Los Angeles Rams Football, College Basketball Games, College Football Games, Hollywood Baseball, and Los Angeles Baseball. (Los Angeles Rams Football won, by the way.)

The Host (Ranked no. 65): To host the ceremony, the Emmys pulled in Governor Earl Warren, who went and compared TV to the Bible: "Just like one book, the Bible, affected more lives than all the gunpowder ever invented, so will it be with television." Chill out, Earl.

The Moments (Ranked no. 66): I can’t decide if this is funny or creepy, so I’ll leave it up to you: When Groucho Marx won for Most Outstanding Personality, he left the statuette on stage and grabbed presenter and former Miss America Rosemary LaPlanche instead. Groucho reportedly later explained that he mistook LaPlanche for the Emmy.

Best Available Video (Not Ranked): Sorry, no videos. I will, however, leave you with this interview with Betty White, who remembers nothing about the 1951 ceremony. (She remembers plenty about 1952, however.)


Inside Hollywood Star Jeremy Pope’s First Emmy Awards

Last night’s Emmy Awards ceremony, which was held virtually and hosted by Jimmy Kimmel, was a momentous occasion for Jeremy Pope. The actor landed his first Emmy nomination for his breakout role in Ryan Murphy’s Hollywood, in the Outstanding Lead Actor in a Limited Series or Movie category. “I’m very grateful for the recognition from the Television Academy, given Hollywood was my television debut,” Pope tells Vogue. He adds that portraying his character, a Black, gay aspiring screenwriter during the late 1940s named Archie Coleman, was a meaningful first role to take on. “Hollywood tells the story of a different perspective of our industry,” he says. “It was an opportunity to rewrite history and give a hopeful take on what could and should be. Although the era of our show was 80 years ago, we are still fighting for equal opportunities and visibility amongst marginalized groups today.”

To take in the virtual Emmys show last night, Pope tuned in from Orlando, along with his closest friends, parents, and grandparents. “I rented a house in my hometown so that all of my family could stay together in one place,” he says. “We dressed up and made our own red carpet.” The intimate experience proved to be one that the star will cherish in the years to come. “For my first Emmy Awards, I was able to bring all of the people that matter the most with me,” he says. “I sat next to my parents and my grandparents during the live show. Immediately after the show, we went downstairs to a room that had an arcade and bowling alley. The ultimate after-party!”

Naturally, he had to dress up for his at-home red carpet. Styled by Jordan Boothe, Pope wore a brown Louis Vuitton suit in the French label’s signature Damier checkerboard print. Finished off with a pair of heeled Christian Louboutin boots and a Constellation watch by Omega, the ensemble was a sleek take on suiting up that was anything but neutral or classic. “This year we knew we would be celebrating from home, so we wanted something that was comfortable yet sharp,” Pope says. “I’ve always admired Louis Vuitton, and being dressed by them for the Emmys was really special—even if that meant being suited up in my house just for my mom and grandma to see.”

Below, Pope documents the big night for Vogue, from getting ready to the after-party.


2020 Emmys: All the History-Making Moments to Look Out For

The nominations for the 2020 Emmy Awards have officially been announced!

The Academy of Television Arts & Sciences is set to honor the best in TV programming come Sept. 20, and with shows like Ramy, Schitt's Creek and The Mandalorian scoring a number of nominations, the ceremony has the potential to be quite historic.

That's right—despite the Emmys dating back to 1949, there are still a number of "firsts" and record-breaking wins each year.

This year is no exception, and due to the coronavirus pandemic, even the ceremony will likely be the first of its kind. Jimmy Kimmel is set to host the awards show, and even he admitted, "I don't know where we will do this or how we will do this or even why we are doing this, but we are doing it and I am hosting it."

Ahead of TV's biggest night, Saturday Night Live star and two-time Emmy nominated comedian Leslie Jones hosted the announcement of the 2020 nominations on Tuesday morning, getting help from presenters Laverne Cox, Josh Gad e Tatiana Maslany, along with Television Academy Chairman and CEO Frank Scherma.

HBO'S relojoeiros dominated the nominations, nabbing a total of 26. Other shows going into September's awards show with multiple nominations include The Marvelous Mrs. Maisel, Sucessão, Ozark e Saturday Night Live.

As it turns out, a number of the TV programming nominees have already made history just by receiving nods. Scroll through the photo gallery below to see which shows and actors have already earned their place in the Emmys hall of fame, and which have the potential to should they win at the 72nd annual Primetime Emmy Awards!


Assista o vídeo: Discurso de Diego Luna al recibir el Premio Platino de Honor (Janeiro 2022).